Edições

Edição 2018

Estão abertas as candidaturas ao Prémio Arnaldo Sampaio 2018, no valor de 3.000€, que visa distinguir o melhor trabalho de investigação em Saúde Pública realizado em Portugal, concluído nos últimos dois anos.

Promovido pela Associação Portuguesa para a Promoção da Saúde Pública, com o apoio da APIFARMA, este galardão tem o intuito de homenagear o Professor Arnaldo Sampaio e incentivar a investigação no âmbito da Promoção da Saúde Pública.

O prazo de candidaturas decorre até 21 de Setembro de 2018, e os trabalhos devem ser enviados por e-mail para appsp@ensp.unl.pt.

A entrega do prémio terá lugar no XIV Encontro Nacional da Associação Portuguesa para a Promoção da Saúde Pública, que se realiza no dia 7 de novembro de 2018, no Auditório 3 da Fundação Calouste Gulbenkian.

---

REGULAMENTO

ARTIGO 1º

Finalidade

A Associação Portuguesa para a Promoção da Saúde Pública (APPSP), no intuito de homenagear o Professor Arnaldo Sampaio e desejando incentivar a investigação no âmbito da Saúde Pública, confere o Prémio Arnaldo Sampaio.

ARTIGO 2º

Natureza e objecto:

  1. O Prémio destina-se ao melhor trabalho português de investigação em Saúde Pública, concluído nos dois anos anteriores ao ano de atribuição do Prémio e apresentado a concurso.

  2. O Júri poderá, ainda, conceder menções honrosas.

ARTIGO 3º

Abertura de concurso:

Compete à Direção decidir, anualmente, sobre o lançamento do prémio e respetivo montante a atribuir, devendo, pelo menos, ter uma periodicidade bianual.

ARTIGO 4º:

Candidaturas:

  1. Os trabalhos devem ser entregues na Sede da APPSP, de acordo com o procedimento definido na abertura de cada concurso.

  2. Os trabalhos deverão ser originais, da autoria de cidadãos portugueses ou estrangeiros a trabalhar ou estudar em Portugal à data da realização da investigação. Os trabalhos não podem ter sido premiados ou apresentados a outro concurso com decisão pendente.

  3. Os trabalhos devem estar redigidos em língua portuguesa ou inglesa e respeitar as normas de apresentação de trabalhos científicos (resumo, introdução, material e métodos, resultados, discussão e conclusões). O corpo do trabalho não deverá exceder as 20 páginas, excluindo resumo, referências bibliográficas e eventuais anexos.

  4. Não podem ser autores os elementos do Júri ou dos corpos sociais da APPSP.

  5. A entrega de cada trabalho deve ser acompanhada de requerimento dirigido à Direção da APPSP, assinado pelos autores, do qual conste: a) o título do trabalho, o local de implementação, a data de realização (ano e mês); b) o(s) nome(s) do(s) autor(es), breve nota biográfica e respectivo(s) contacto(s); c) declaração que confirme que o trabalho apresentado respeita o presente Regulamento, designadamente o disposto nos números anteriores do presente artigo; d) autorização de divulgação do trabalho, por parte da APPSP, por qualquer via considerada pertinente.

ARTIGO 5º

Procedimento:

  1. O Secretário da Direção da APPSP organizará um processo que reúna todos os trabalhos apresentados, com registo da identificação dos autores, o título completo dos trabalhos e a data da entrega.

  2. O Secretário da Direção da APPSP, antes de os trabalhos serem presentes ao Júri, verificará se as condições regulamentares foram cumpridas, dando conhecimento das suas conclusões ao Júri.

ARTIGO 6º

Júri e critérios de valoração:

  1. O Júri, com o mínimo de cinco elementos, será constituído por dois elementos da Direção da APPSP, um dos quais presidirá, e por três individualidades de reconhecido mérito técnico-científico no domínio da Saúde Pública, a convidar preferencialmente de entre os técnicos da Direção-Geral da Saúde, Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, Escola Nacional de Saúde Pública ou outras instituições do Ensino Superior.

  2. O Júri poderá ainda agregar uma ou mais individualidades de reconhecida competência, sempre que o entenda conveniente.

  3. São critérios de valoração dos trabalhos a qualidade da sua fundamentação, a clareza dos seus objetivos, a adequação da metodologia utilizada e o grau da sua pertinência no contexto atual da Saúde Pública em Portugal.

  4. As decisões do Júri serão tomadas por maioria de votos e delas não haverá recurso.

  5. Em caso de empate, o presidente tem voto de qualidade.

  6. De cada reunião do Júri será lavrada uma ata, assinada por todos os seus elementos.

ARTIGO 7º

Não atribuição do prémio:

O Júri poderá, após apreciar os trabalhos recebidos, não atribuir o prémio, se verificar que nenhum reúne condições para a sua atribuição.

ARTIGO 8º

Divulgação dos resultados:

  1. A resolução do Júri deve ser comunicada ao secretário da Direção da APPSP em data definida no anúncio de abertura do concurso, até um prazo máximo de dois meses sobre o termo do prazo de receção dos trabalhos.

  2. O título e o nome dos autores do trabalho premiado serão tornados públicos pela APPSP, até ao máximo de duas semanas sobre a data de comunicação do Júri à Direção.

  3. Ao premiado será entregue um diploma assinado pelo Presidente e Secretário da Associação Portuguesa para a Promoção da Saúde Pública e pelo Presidente do Júri do Prémio Arnaldo Sampaio.

  4. A entrega do Prémio e do respetivo diploma, bem como das menções honrosas referidas no nº 2 do artigo 2º, será feita em cerimónia pública, no decurso do Encontro Anual da APPSP que decorrerá, sempre que possível, em data comemorativa do nascimento do Professor Arnaldo Sampaio.

Aprovado em Assembleia Geral,

Realizada em 26 de abril de 2017


Edições Anteriores

Vencedor

“Predizer a eficácia da liderança. Utilização do modelo de Fiedler no caso dos centros de saúde"

— Fernando Vasco da Silva Marques

Vencedor

“Hábitos de vida e percepção da saúde. Inquérito de um dia a utilizadores de um centro de saúde”

— Emília Martins & Nunes Natário

Vencedor

“Critérios consensuais da qualidade de desempenho dos centros de saúde. Metodologia da combinação da técnica de Delphi com a opinião de informadores-chave da comunidade”

— Cipriano Justo

Menção Honrosa

“Necessidades de formação dos directores dos centros de saúde da ARS do Porto”

— Maria Manuela Mendonça Felício

Menção Honrosa

“Comunicação e alimentação – uma abordagem”

— Maria Leonor Airoso

Menção Honrosa

“A qualidade da relação adulto-criança e o sucesso educativo”

— Maria Francisca de Albuquerque Rebelo

Menção Honrosa

“Estudo comparativo da mortalidade em Portugal e Espanha ao iniciar-se a presente década. [...]”

— Luis Cayolla da Motta e Luis Garcia Rodriguez

Menção Honrosa

“Vigilância da gravidez em Tavira: o acesso e a utilização dos serviços de saúde”

— António Paula Brito de Pina

Menção Honrosa

“Prevalência e custos da obesidade em Portugal”

— João Pereira, José Aleixo Dias, Céu Mateus e Maria João Amaral

Menção Honrosa

“Contributo para o conhecimento das necessidades de saúde de adolescentes portugueses”

— José Luís Castanheira

APPSP